1. Home
  2. »
  3. Carro
  4. »
  5. Seguro

Seguro para carros mais velhos, o que muda?

Há muitos carros colecionados como relíquia por aí, mas há também os que foram comprados há 10 anos, por exemplo, e que representam um valor sentimental para seus donos. No entanto, na hora de contratar uma proteção, muitos condutores ficam com dúvidas sobre como funciona o seguro para carros mais velhos.

seguro para carros mais velhos

O Seguro Auto é a melhor forma de proteger o seu bem de várias possibilidades de sinistro, como acidentes, colisões, furto, roubo e avarias provocadas por questões climáticas em alagamentos, terremotos e tempestades, por exemplo. Por isso, é muito importante entender como funciona esse tipo de proteção.

Dessa forma, selecionamos neste texto tudo o que você precisa saber sobre como funciona o Seguro Auto para carros mais velhos e o que são veículos antigos, usados e seminovos. Continue lendo e descubra! 

Seguro para carros mais velhos: como funciona? 

Esse tipo de seguro busca considerar o valor de mercado do veículo e o processo de depreciação. Portanto, o automóvel pode desvalorizar, por exemplo, nos primeiros 5 anos e tende a se estabilizar após esse tempo. Aliás, são questões que dependem de cada modelo de carro.

A grande questão é que existe seguro para carros mais velhos, sim, porém não é uma solução oferecida por todas as seguradoras. Nesse sentido, quem espera que o seguro de um carro novo seja mais caro do que o do carro antigo está enganado. 

Isso porque um carro antigo possui mais chances de sofrer sinistros e, principalmente, de apresentar maior dificuldade no reparo em relação a encontrar peças para o conserto. Por exemplo, se o carro já saiu de linha e não é mais fabricado, a reposição de itens pode sair com valor mais alto.

Outra dificuldade para encontrar uma seguradora que ofereça cobertura a carros mais antigos é que esse tipo de veículo não permite uma base de cálculo para o valor da apólice. Tratam-se de automóveis que podem não constar na tabela FIPE, recurso muito usado como referência de preços médios de veículos vendidos no Brasil.

Então, em geral, é possível encontrar ofertas de seguro para carros mais velhos que oferecem cobertura a veículos com mais de 10 anos de fabricação – mas, nesse caso, o serviço tende a ser diferenciado e mais encarecido.

Carros antigos, usados e seminovos: qual a diferença? 

Antes de você decidir sobre o seguro para carros mais velhos, saberia diferenciar um veículo usado, antigo e seminovo?

Um automóvel seminovo possui menos de três anos de fabricação. Além disso, ele é marcado por 20 mil quilômetros rodados, pois, passando disso, já é visto como um carro usado.

O automóvel usado, por sua vez, é caracterizado por possuir mais de 20 mil quilômetros rodados, mais de 3 anos desde sua fabricação e também é considerado o estado de seus itens, como lataria, motor e câmbio. 

Além disso, a classificação de veículo usado tem influência do histórico de avarias dele, como batidas e acidentes, e também é analisado o fato de os acessórios originais ainda estarem em uso ou se foi feita a substituição das peças.

Já os modelos que saíram de linha e não são mais fabricados ficaram conhecidos como carros antigos.

COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

Limite de km influencia no seguro? 

É importante saber, antes de tudo, que cada seguradora calcula seus preços de uma forma, o que faz com que o valor das coberturas varie no mercado. No entanto, o limite de km influencia no seguro, sim.

A questão que envolve o limite de km é o serviço de guincho. Há alguns seguros que disponibilizam um número limitado para usar o guincho durante o ano, sendo que se o uso ultrapassar o limite, a seguradora não cobre. 

Há algumas opções de seguro que limita também as vezes em que você usará o guincho para determinadas situações. Ou seja, se você já esgotou o uso do guincho por um evento específico, não vai poder solicitá-lo mais para o mesmo motivo. Contudo, também é possível contratar quilometragem adicional ou até mesmo ilimitada. 

Benefícios do seguro para carros mais velhos 

Agora que você já sabe como funciona, veja quais são os benefícios de contratar um seguro para carros mais velhos:

Proteção contra roubo e furto

A cobertura contra roubo e furto são as principais proteções de um seguro para carros que possuem tempo de fabricação maior. E são as criminalidades que mais crescem no Brasil. 

Então, caso seu veículo seja roubado e não recuperado, por exemplo, você receberá a indenização integral. Se ele for achado com avarias, o reparo é por conta da seguradora. 

Possibilidade de usar peças de segunda mão

Vale a pena considerar também a possibilidade de usar peças de segunda mão para reparos quando for o caso de substituí-las. Isso também pode influenciar no barateamento do seguro, porque torna mais fácil encontrar itens desse tipo, além de o valor deles serem mais em conta.

Sem avaliação do perfil do condutor

Outra questão que deve ser considerada é que a avaliação do perfil do condutor pode não ser um recurso usado para esse tipo de proteção, de acordo com a seguradora. E quando isso não é feito, normalmente, tende a baratear o custo do seguro, já que é um fato muito decisivo em relação ao valor da contratação.

Preço 

É verdade que o seguro para carros mais velhos é visto como mais caro, mas é preciso considerar que, em comparação com uma cobertura convencional, pode ter preço mais em conta. Afinal, trata-se de uma proteção básica e o valor do prêmio é baseado no valor do veículo, portanto, no fim, pode não ter um custo tão alto assim.

Por fim, se você entendeu os benefícios de contratar um seguro para carros mais velhos e ficou interessado pelo serviço, saiba que pode contar com a Minuto Seguros, a maior corretora de Seguro Auto do Brasil e maior do segmento online. 

Faça uma cotação gratuita agora mesmo e conte com uma equipe preparada para tirar as suas dúvidas e ajudar você a escolher a melhor opção para o seu veículo!

COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *